Mais de 200 pessoas se reuniram em 28 de setembro no tribunal de Tessalônica para anular o leilão de casas de pessoas em estado de pobreza. Uma das casas hipotecadas e levada a leilão pelo banco de Pireu era de uma família pobre de quatro filhos. O pai e um dos filhos são pessoas com necessidades especiais. A ação foi organizada pela Coordenadora de Coletivos de Tessalônica.

Um pouco antes os manifestantes entraram em confronto com os policiais das chamadas forças antidistúrbios (para o Regime, os meios de desinformação e os lobotomizados que usam sua linguagem, tais ações são consideradas “distúrbios”). A ação foi muito combativa e eficaz. Os participantes nela não pararam de gritar palavras de ordem como “nenhuma casa nas mãos dos banqueiros” e “vocês falam de lucros e perdas, nós falamos de vidas humanas”. Os coletivos que participaram da ação convocaram outra concentração no tribunal da cidade, em 5 de outubro, para cancelar mais leilões.

Vídeos da ação: 1, 2, 3.

O texto em castelhano.

Leave a Reply

*

Arquivo