Em 5 de abril de 2017, as forças repressivas da Polícia realizaram uma operação para desalojar a ocupação de teto Albatroz na Cidade Alta de Tessalônica. A operação policial ocorreu na madrugada da última quarta-feira, como é usual em tais operações. O desalojo foi antecedido por uma demanda do proprietário do edifício da okupa e uma ordem judicial emitida no dia anterior. Registramos que no dia anterior tinha sido feita uma marcha em defesa das okupas.

A Polícia procedeu a treze detenções de pessoas de vários países, a maioria europeus e africanos. De acordo com informações publicadas em sites de contrainformação solidários com a okupa, ontem, quinta-feira, 6 de abril, os detidos compareceram diante de um promotor. Os detidos são acusados ​​de “perturbar a paz pública” e “danos materiais em propriedade alheia”. Um deles, além desses encargos, foi acusado de resistência, e outro de ter contribuído para tentativa de fuga.

Após o desalojo, do lado de fora do edifício da okupa, foi realizado um protesto. A Polícia não deixou de fazer retenções preventivas. No entanto, algumas horas depois todos os detidos foram liberados.

Tradução: Agência de Notícias Anarquistas.

O texto em castelhano.

Leave a Reply

*

Arquivo