Posts Tagged ‘evento’

O cartaz da convocatória do espaço anarquista de Patras Átakton a um evento sobre a luta dos indígenas Mapuches na Argentina e no Chile, e o recente sequestro e assassinato do anarquista Santiago Maldonado pelo Estado argentino.

Contra a pilhagem da natureza, luta pela terra e pela liberdade. Solidariedade internacionalista entre aqueles que lutam, se revoltam, se rebelam.

Evento-debate: A luta dos indígenas Mapuches na Argentina e no Chile. O sequestro e o assassinato do anarquista Santiago Maldonado.

Sexta-feira, 10 de novembro, às 19 horas, no espaço anarquista antiautoritário Átakton (Ástiggos, 100 e Kanakari): Exibição do video “Com os rebeldes sempre!” dos companheiros da coletividade “A Ovelha Negra”.

Aberto todas as sextas-feiras a partir das 19 horas. No espaço funciona uma livraria com livros de editoras pertencentes ao movimento (anarquista), uma biblioteca com livros de empréstimo, um café autogestionado e um arquivo de publicações sobre o movimento.

Tradução: Agência de Notícias Anarquistas.

O texto em grego, castelhano.

Patras, 10 de dezembro de 2016: Anarquistas realizam concentração antifascista para anular evento neonaziA seguir, texto informativo do grupo anarquista de Patras Disinios Ippos (Cavalo Indomável) sobre a realização da concentração antifascista na cidade com o fito de anular um evento do partido neonazi Aurora Dourada.

No sábado, 10 de Dezembro de 2016, os nazistas do Aurora Dourada, desaparecidos da cidade de Patras nos últimos anos, trataram de realizar as escondidas um evento em seus escritórios com a presença do eurodeputado Epiditios, sem haver emitido nenhum comunicado relativo à realização do evento anteriormente. E isso porque na última vez que emitiram um comunicado antecipado, não conseguiram se aproximar de seus escritórios (ao mesmo tempo em que uns 2-3 deles ficaram presos em tais escritórios por várias horas), já que se realizou uma concentração antifascista em suas portas.

Assim que nos demos conta da concentração dos fascistas optamos por marchar até os escritórios do Aurora Dourada com a intenção de impedir a realização de seu evento. Quando nos aproximamos, um esquadrão das chamadas forças antidistúrbios nos bloqueou o caminho, protegendo mais uma vez os nazis assassinos. Alinhamos-nos diante dos policiais, gritando palavras de ordem e deixando claro que os fascistas são indesejados na cidade. Quase uma hora mais tarde, os fascistas saíram dos escritórios também sob a proteção dos policiais. Read the rest of this entry »

Concentração em frente ao hotel que abrigou evento fascistaConcentração em frente ao hotel que abrigou evento fascista
Neste sábado, 5 de novembro de 2016, aconteceu uma concentração em frente ao hotel Stratos Vassilikos, perto do centro de Atenas. Recentemente, os proprietários deste hotel concederam aos neonazistas do [partido] Aurora Dourada uma sala do hotel e várias facilidades para a realização de um evento fascista. Publicamos esta notícia afirmando o óbvio: o fascismo não se limita ao Aurora Dourada, e que há muitos bolsos manchados de sangue, mesmo que não tenham recebido dinheiro do Aurora Dourada.

Como citado no curto texto informativo da “Organização de Antifascismo Combativo” sobre a concentração, “os proprietários deste hotel optaram por encher seus bolsos com dinheiro manchado com o sangue de Pavlos Fyssas, de Lukmán, de imigrantes e de antifascistas. O movimento antifascista castiga aos políticos e empresários que optam por colaborar com os fascistas do Aurora Dourada”.

As frases inscritas nas faixas das fotos são: “Forca para os fascistas” e “O hotel Stratos Vassilikos apoia fascistas”.

Tradução: Agência de Notícias Anarquistas.

O texto em castelhano.

Domingo, 2 de novembro: Manifestações em Atenas e Tessalônica contra a abolição do domingo como dia festivoNo domingo, 2 de novembro, os sindicatos do setor de comércio haviam convocado uma greve geral em todo o território do Estado grego. A “Coordenação de ação contra a abolição do domingo como dia festivo e os horários flexíveis”, juntamente com outros grupos e sindicatos de base, realizou várias mobilizações, piquetes e bloqueios de lojas e centros comerciais em Atenas (foto) e em Tessalônica.

Em Atenas as mobilizações ocorreram na rua pedonal mais comercial da cidade, das 9h30 até 15h30. Na sequência aconteceu uma passeata muito massiva por esta rua de pedestres com a participação de muitas pessoas, algumas das quais eram trabalhadores e trabalhadoras do setor de comércio.

Em Tessalônica foram realizadas concentrações e bloqueios de shopping centers, grandes armazéns e lojas de departamentos do centro da cidade (primeiro vídeo). Pouco depois do início das manifestações a denominada Polícia antidistúrbio arremeteu contra os manifestantes que estavam do lado de fora de uma loja de departamentos no centro da cidade (segundo vídeo), retendo uma pessoa e ferindo outra, que teve de ser transferida para um hospital. As manifestações fora das lojas continuaram após a repressão policial. Em seguida, os manifestantes marcharam até a delegacia de polícia para onde havia sido enviada a pessoa detida. Read the rest of this entry »

Concentração contra a abolição do domingo como dia festivo dentro do maior shopping de AtenasConcentração contra a abolição do domingo como dia festivo dentro do maior shopping de AtenasConcentração contra a abolição do domingo como dia festivo dentro do maior shopping de Atenas
No sábado, 18 de outubro de 2014, a “Coordenação de ação contra a abolição do domingo como dia festivo e os horários flexíveis” realizou uma concentração de protesto no shopping Mall, localizado nos arredores do bairro de Marusi, a uma curta distância da Vila Olímpica.

A concentração começou no último andar do shopping, às 10h30. Lá foram distribuídos panfletos contra a abolição do domingo como dia festivo e os horários comerciais estendidos, e em várias ocasiões se puxaram conversas com os trabalhadores das lojas e os clientes delas. Simultaneamente foram distribuídos textos na entrada do shopping.

Em seguida, por volta do meio-dia, a concentração mudou-se para o piso inferior do shopping, onde uma faixa foi desfraldada e uma pequena marcha realizada por seus corredores. A manifestação terminou do lado de fora do shopping, na estação de metrô local, onde mais panfletos foram distribuídos e cartazes espalhados na região. Read the rest of this entry »

A seguir, chamado da Coordenação de ação contra a abolição do domingo como dia festivo e os horários comerciais “liberalizados” para uma concentração contra os horários comerciais estendidos e os eventos consumistas, no bairro de Atenas de Nea Smirni (Nova Esmirna) em 10 de outubro de 2014.

Esta sexta-feira, 10 de outubro de 2014, no bairro de Atenas de Nea Smirni (Nova Esmirna), no marco do denominado “shop and taste”, vão tentar, como aconteceu no bairro de Glyfada alguns meses atrás, que as lojas permaneçam abertas até altas horas da noite, mantendo os trabalhadores dentro dos comércios depois do horário de sua jornada, como uns “reféns”, até quando dure a festinha dos proprietários das lojas e dos encarregados das agências de publicidade.

Fazemos um apelo para uma concentração de protesto na praça de Nea Smirni (Nova Esmirna) na sexta-feira, 10 de outubro de 2014, às 20h, contra os horários comerciais estendidos e os eventos consumistas que aniquilam a vida dos trabalhadores no setor de comércio. Read the rest of this entry »

Karditsa, 7 de junho de 2014: evento contra o desvio do rio AquelooPoster da Reunião de Luta Autônoma Contra as Represas e o Desvio do Rio Aqueloo, sobre um evento que será realizado na cidade de Karditsa em 7 de junho de 2014.

Evento, sessão de cinema, debate contra as barragens e desvio do Rio Aqueloo

Sábado, 7 de Junho de 2014, às 20h, no espaço autogestionado de Karditsa

O desvio do rio Aqueloo é atualmente o maior projeto de construção contra o meio ambiente e a sociedade promovido pelo Estado, com o fim de:

• Servir aos interesses das grandes empresas de construção que destroem (com uma série de grandes barragens e túneis) e saqueiam (com a extração de areia e desmatamento gigantes) o rio e as montanhas, colhendo lucros enormes.

• Conseguir a centralização e comercialização da água, a fim de controlar e manipular as necessidades sociais em energia, irrigação e abastecimento de água.

• Perpetuar o modelo industrial de exploração agrícola com grandes necessidades de água, que poluiu a terra e os recursos naturais da região da Tessália.

• Aprofundar a desigualdade de classe da população rural da Tessália, em benefício dos grandes proprietários de terras de sua planície. Read the rest of this entry »

Em 16 e 17 de dezembro a Assembleia Antifascista Autônoma do bairro de Piraeus Keratsini realizou vários eventos contra a discriminação, o racismo, a delegação, a passividade, o medo e o fascismo, no Centro Cultural “Melina Mercouri” de Amfialis. Na promoção dos eventos colaboraram os grupos teatrais auto-organizados e antimercantilistas “Tote Pote” (Então Quando) e “Spirtókuto” (Caixa de Cerejas).

No primeiro dia dezenas de pessoas assistiram as duas apresentações de teatro, e no segundo dia ao debate sobre o fascismo na vida cotidiana, e a era do totalitarismo moderno e do medo. Foram recolhidos durante os dois dias dinheiro para o companheiro que perdeu um olho na manifestação antifascista um dia após o assassinato de Pavlo Fyssas por um batalhão de assalto fascista do partido Aurora Dourada, quando o jovem foi atingindo no rosto por uma granada de efeito moral disparada diretamente contra ele, assim como para os 34 detidos naquela manifestação.

Durante o mês anterior a celebração dos eventos foram distribuídos folhetos em vários bairros de Piraeus e Atenas.

Fotos: https://athens.indymedia.org

Arquivo