Posts Tagged ‘concentração de protesto’

Em 19 de março de 2015, a “Coordenadora de ação contra a abolição do domingo como dia festivo e os horários flexíveis” realizou uma manifestação e marcha pelas ruas do centro de Atenas, com a participação de aproximadamente 300 pessoas. Os participantes da manifestação eram trabalhadores no setor de comércio, membros de sindicatos de base, grupos políticos, assembleias de bairro e de vários solidários com esta luta.

As ações começaram com uma concentração em uma praça do centro de Atenas, onde faixas foram desfraldadas e durante quase uma hora estiveram sendo distribuídos folhetos. Na sequência aconteceu uma marcha pelo centro da cidade. A marcha passou pelo Ministério do Emprego, pela livraria Ianós, pelo Ministério das Finanças, pela Câmara de Comércio e pelas sedes de várias associações de empregadores [patrões] do setor de comércio. Em todos estes lugares foram pichados lemas contra a abolição do domingo como dia festivo, e contra os horários comerciais flexíveis.

Em seguida, a marcha chegou à praça principal de Atenas e atravessou a rua pedonal mais comercial do centro da cidade. Depois da marcha os manifestantes se dispersaram, chamando para uma manifestação combativa no domingo 5 de abril, quando, segundo a lei atual, poderão ser abertos os negócios no centro de Atenas e em várias cidades do território do Estado grego. Read the rest of this entry »

Esse post é baseado em um comunicado da Associação Sindical dos Trabalhadores em Livrarias, Papelarias e Editoras da província de Ática (Atenas) sobre os cancelamentos sucessivos da reunião dos seus membros com dois ministros do governo, e sobre a greve que ainda não tem sido convocada pela Federação dos Trabalhadores no Setor Privado para o domingo 5 de abril, data em que, nos termos da legislação em vigor é o primeiro domingo em que poderão abrir as lojas novamente.

A Associação denúncia que na segunda-feira, 16 de março de 2015,foi anulada a reunião que aconteceria no dia seguinte, 17 de março, entre seus representantes e o ministro da Economia, Infra-estruturas, Navegação e Turismo. Este foi o segundo cancelamento da mesma reunião, após o cancelamento da reunião de 13 de março.

A Associação cita que os seus membros tinham repetidamente solicitado uma reunião com o ministro um mês antes destes cancelamentos. Eles também solicitaram uma reunião com o ministro do Emprego, sem ter ainda recebido uma resposta do Ministério. E claro, o ministro do Emprego se reuniu com os representantes de uma das associações de empregadores [patrões] no setor de varejo, que protagonizou a ofensiva do Capital contra a classe trabalhadora e especificamente contra o domingo como dia festivo. Read the rest of this entry »

No sábado, 13 de dezembro de 2014, a Assembleia Aberta Popular de Peristeri (subúrbio de Atenas) realizou uma ação contra a extensão dos horários comerciais. Poucos dias antes, a Associação de Comerciantes do bairro havia declarado a celebração da “Noite Branca”, ou seja, que aquele sábado as lojas permaneceriam abertas até meia-noite.

No entanto, na sexta-feira, 12 de dezembro, um dia antes da celebração da “Noite Branca”, a mesma associação declarou o cancelamento deste evento consumista. A Assembleia Aberta considerou que este cancelamento era fictício, que tinha sido declarado apenas para que aqueles que se opõem à imposição de horas de negociação estendidos cancelassem suas manifestações. No site da Assembleia diz que os membros da mesma tinham certeza de que alguns empregadores optariam por abrir seus negócios, chantageando os trabalhadores, forçando-os a trabalhar, enquanto houvesse consumidores.

A ação começou quando as lojas fechariam suas portas na área de pedestre mais comercial do bairro e ruas circundantes. Treze lojas que estavam abertas foram bloqueadas, faixas foram abertas, panfletos distribuídos, e palavras de ordem gritadas contra os horários comerciais estendidos. Ao mesmo tempo, os manifestantes chamavam para as manifestações do dia seguinte, domingo, 14 de dezembro, contra a abolição do domingo como dia festivo. “Pense como trabalhadores não como trabalhadores” estavam dizendo os manifestantes aos transeuntes. Read the rest of this entry »

No domingo, 14 de dezembro de 2014, a “Coordenação de ação contra a abolição do domingo como dia festivo e os horários flexíveis” realizou uma série de protestos no centro de Atenas, assim como em outros bairros da capital e de outras cidades, contra a tentativa do governo neoliberal de abolir o domingo como dia festivo e de impor os chamados “horários comerciais liberalizados” no setor do comércio.

As ações começaram às 9 horas na área de pedestres mais comercial do centro de Atenas, em várias empresas, entre elas da loja Nike, Migato, Zara e Public. Na esquina da área de pedestres com a praça principal de Atenas foi aberta uma faixa que dizia: “Para que tenhamos todos boas festas, patrões consumidores tirem suas mãos dos domingos”. Durante a ação as entradas das lojas foram bloqueadas, panfletos distribuídos, ecoados gritos, folhetos espalhados, mensagens da Coordenação anunciadas por um megafone contra o medieval trabalho a ser imposto, e travadas conversas com os trabalhadores das lojas desta área comercial.

Fortes forças policiais estiveram vigiando os manifestantes durante as ações que eles realizaram no centro de Atenas durante toda a manhã de domingo passado. No entanto, os policiais não fizeram qualquer ação repressiva contra os manifestantes. Tampouco fizeram quando os manifestantes foram para o topo da praça, onde se encontravam os refugiados sírios que estão há dias protestando no mesmo local, pedindo autorização para irem para outros países da União Europeia. Read the rest of this entry »

No domingo, 2 de novembro, os sindicatos do setor de comércio haviam convocado uma greve geral em todo o território do Estado grego. A “Coordenação de ação contra a abolição do domingo como dia festivo e os horários flexíveis”, juntamente com outros grupos e sindicatos de base, realizou várias mobilizações, piquetes e bloqueios de lojas e centros comerciais em Atenas (foto) e em Tessalônica.

Em Atenas as mobilizações ocorreram na rua pedonal mais comercial da cidade, das 9h30 até 15h30. Na sequência aconteceu uma passeata muito massiva por esta rua de pedestres com a participação de muitas pessoas, algumas das quais eram trabalhadores e trabalhadoras do setor de comércio.

Em Tessalônica foram realizadas concentrações e bloqueios de shopping centers, grandes armazéns e lojas de departamentos do centro da cidade (primeiro vídeo). Pouco depois do início das manifestações a denominada Polícia antidistúrbio arremeteu contra os manifestantes que estavam do lado de fora de uma loja de departamentos no centro da cidade (segundo vídeo), retendo uma pessoa e ferindo outra, que teve de ser transferida para um hospital. As manifestações fora das lojas continuaram após a repressão policial. Em seguida, os manifestantes marcharam até a delegacia de polícia para onde havia sido enviada a pessoa detida. Read the rest of this entry »

No sábado, 18 de outubro de 2014, a “Coordenação de ação contra a abolição do domingo como dia festivo e os horários flexíveis” realizou uma concentração de protesto no shopping Mall, localizado nos arredores do bairro de Marusi, a uma curta distância da Vila Olímpica.

A concentração começou no último andar do shopping, às 10h30. Lá foram distribuídos panfletos contra a abolição do domingo como dia festivo e os horários comerciais estendidos, e em várias ocasiões se puxaram conversas com os trabalhadores das lojas e os clientes delas. Simultaneamente foram distribuídos textos na entrada do shopping.

Em seguida, por volta do meio-dia, a concentração mudou-se para o piso inferior do shopping, onde uma faixa foi desfraldada e uma pequena marcha realizada por seus corredores. A manifestação terminou do lado de fora do shopping, na estação de metrô local, onde mais panfletos foram distribuídos e cartazes espalhados na região. Read the rest of this entry »

A seguir, chamado da Coordenação de ação contra a abolição do domingo como dia festivo e os horários comerciais “liberalizados” para uma concentração contra os horários comerciais estendidos e os eventos consumistas, no bairro de Atenas de Nea Smirni (Nova Esmirna) em 10 de outubro de 2014.

Esta sexta-feira, 10 de outubro de 2014, no bairro de Atenas de Nea Smirni (Nova Esmirna), no marco do denominado “shop and taste”, vão tentar, como aconteceu no bairro de Glyfada alguns meses atrás, que as lojas permaneçam abertas até altas horas da noite, mantendo os trabalhadores dentro dos comércios depois do horário de sua jornada, como uns “reféns”, até quando dure a festinha dos proprietários das lojas e dos encarregados das agências de publicidade.

Fazemos um apelo para uma concentração de protesto na praça de Nea Smirni (Nova Esmirna) na sexta-feira, 10 de outubro de 2014, às 20h, contra os horários comerciais estendidos e os eventos consumistas que aniquilam a vida dos trabalhadores no setor de comércio. Read the rest of this entry »

Arquivo