A seguir, comunicado de várias coletividades de Tessalônica sobre a tentativa de ataque incendiário contra a okupa Terra Incognita, realizado no sábado, 19 de dezembro de 2015.

As chamas ardem dentro de nós

Na madrugada de sábado, 19 de dezembro, foi realizado um ataque estatal contra a okupa Terra Incognita. Uns desconhecidos procederam a uma “tentativa” de incêndio na entrada do edifício, mas que os membros da okupação perceberam. Na entrada foram encontrados dois botijões de gás que não tinham explodido, e um foco de incêndio muito baixo. Um dia antes um ataque parecido foi recebido pelo Local Autônomo em Atenas.

Esta tentativa de ataque contra nós vem se somar ao ataque contra a okupa Libertatia, cuja responsabilidade foi assumida pelos “Meandros Nacionalistas Independentes”, uma facção fascista que está sob o controle do neonazista Periandros Andrutsópulos e da Polícia grega, encarregando-se (estes fascistas) oficialmente da parte (do braço) operativa paraestatal.

Escórias como Andrutsópulos e seus testas de ferro estão há anos se gabando sobre a radicalização do âmbito nacionalista. São os mesmos que, junto ao energúmeno do membro da gangue neonazista Aurora Dourada Jrisomalis (membro do conselho de vereadores de Tessalônica e vínculo oficial entre os fascistas e os policiais), estão tentando reprimir as pessoas que lutam.

Nós, a única coisa que podemos garantir é a defesa incansável das nossas lutas contra o Estado e o Capital. Contra qualquer forma de Poder. Quanto aos autores do “ataque”, sejam eles quem forem, nós dizemos: Respirem bem fundo e se prepararem para o que vem pela frente.

As lutas dos rebelados são justas. Solidariedade com todo o mundo da luta que está sendo posto como alvo pelo paraestado.

Okupa Terra Incognita, Coletividade anarquista Negro/Verde, Coletivo Impressora Druck, Terra Screen Printing Team

Tradução: Agência de Notícias Anarquistas.

O texto em grego, castelhano.

Leave a Reply

*

Arquivo