A seguir, comunicado da assembleia do teatro autogestionado Empros sobre o rechaço ao ataque nazi que recebeu durante a celebração da manifestação nacionalista de 4 de fevereiro no centro de Atenas.

Comunicado do teatro Empros sobre o ataque recebido pelos nazis no domingo 4 de fevereiro de 2018

Durante a manifestação nacionalista de 4 de fevereiro de 2018 em Atenas, por volta das 17h00 uns companheiros que estavam no centro nos informaram de que um grupo numeroso de nazis (mais de oitenta pessoas) havia se formado no centro de Atenas e marchou de maneira organizada e sem ser impedido até Monastiraki. Uns minutos mais tarde este grupo se dirigiu e atacou o teatro auto-organizado livre Empros.

Aquele dia o teatro Empros, tendo completado a exposição de fotos e de pintura “Utopia” com a participação de oitenta artistas e da “Oficina de Expressão Livre”, permaneceu todo o dia aberto às muitas pessoas que o visitaram, brindando por sua vez, com a ajuda do serviço de comida “Outro homem”, comida a muitas pessoas do bairro. Desta maneira demos nossa resposta ao turbilhão de fascistização destes dias. Devemos defender com todas as nossas forças os lugares sociais nos quais cabem todos os mundos. Devemos lutar por um mundo no qual não tenha lugar a letargia massiva, o racismo e a atrocidade fascista.

A defesa antifascista organizada de Empros, defendendo o edifício e com a participação de muita gente enfrentou os fascistas, que passando dos limites por causa do delírio patriótico da manifestação optaram por atacar um teatro, um espaço social de arte auto-organizado, um espaço do movimento emancipador, um espaço que produz cultura auto-organizada por todos e para todos.

A salvaguarda confrontou o ataque nazi com êxito, emitindo uma mensagem clara e combativa: Quando estamos unidos e decididos podemos nos opor a qualquer tipo de barbárie.

Meia hora depois de repelir os nazis, apareceram as denominadas equipes antidistúrbios, os quais permaneceram na zona durante dez minutos e se retiraram enquanto mais pessoas solidárias estavam se aproximando do edifício.

A partir das 20h00 a assembleia de Empros aconteceu de maneira regular, com o grupo de defesa e um grande número de solidários estando em alerta. Nunca vamos abandonar o espaço liberado de Empros. Sempre vamos estar defendendo-o.

Agradecemos os companheiros e as companheiras por sua atitude solidária e responsável.

A esmagar os fascistas e derrubar as fronteiras engendradas pelo fascismo e o racismo. Força a todos os que defendem os “terrenos” liberados do movimento em todas as cidades.

Dez, cem, milhares de okupas contra um mundo de tristeza organizada.

Teatro autogestionado livre Empros

Tradução: Agência de Notícias Anarquistas.

O texto em grego, castelhano.

Leave a Reply

*

Arquivo