Segue o breve comunicado emitido por um grupo de anarquistas depois do incêndio da moto de um nazi que havia participado em várias concentrações do Aurora Dourada nos tribunais de Atenas durante o julgamento deste grupo neonazi. Segundo os autores do ataque, em uma destas concentrações o facha não duvidou em insultar a mãe de Pavlos Fyssas, antifascista assassinado faz quatro anos por um batalhão de assalto neonazi, perguntando-lhe onde estava seu filho.

Elias Stathópulos, membro dos ultras do Olympiakos e residente do bairro ateniense de Ano Petralona, rua Dryopon, 37, considerou que é bom participar nas concentrações do Aurora Dourada no tribunal de Atenas. Acreditou que era bom, provavelmente por ganhar algo por insultar a antifascistas e a ofender a mãe de Pavlos Fyssas junto com as demais escórias da organização nazi. Considerou que é bom passar-se por valentão, ocultando-se atrás dos esquadrões dos policiais que protegem e respaldam os fascistas.

No entanto, se equivocou. As relações com os nazis do Aurora Dourada não são algo rentável, nem é algo bom. E demonstramos isso no sábado 30 de julho de madrugada, incendiando sua moto (número de matrícula OMZ 674), a qual estava estacionada fora de sua casa. Lhe enviamos a mensagem que a próxima vez que participe em algum evento organizado pelos fascistas, a meta será sua casa.

Os fascistas eram e seguem sendo a vanguarda do Estado e do Capital. A luta antifascista é parte integrante da luta por um mundo sem exploração e opressão. Esta luta passará por cima deles.

Anarquistas

Link courto: http://verba-volant.info/pt/?p=4086.

Tradução: Agência de Notícias Anarquistas.

O texto em grego, castelhano.

Leave a Reply

*

Arquivo